A hora e a vez dos velhos (parte I de inúmeras)

Um adolescente. O corpo cresce desproporcionalmente junto à mente repleta de idéias e vontades. Não pode realizar todas, capricho das regras, poder dos mais velhos. O corpo esbarra na porta, a vergonha sobe ao rosto com os amigos, grupo cada vez maior. A ânsia de aprender supera as cicatrizes do descobrimento. O olhar sempre para frente avisa: existe um Continue lendo “A hora e a vez dos velhos (parte I de inúmeras)”