Sedação

Sombras invencíveis permeiam minha alma, pesada neblina me cobre a mente. O torpor de todos os sentidos me amordaçou. Minhas reações já não têm graça, nem cor, nem vida. O meu falar faz-se queixoso, monótono, insosso. Até os meus gritos são tíbios, inaudíveis. Toda expressão de mim faleceu.

Continue lendo “Sedação”