Descaso

Eu desisto de vc.

Nao quero mais saber

Desse amor que só e faz chorar e que só existe dentro de mim.

Desisto…to cansada de lutar, nao quero mais vc.

Suma para sempre da minha vista

Dos meus poemas vc já nao faz mais parte.

Meu coraçao nao acelera por vc.

Corra para outros braços quando estiver ferido.

Nao bata mais em minha porta.

Vá embora por favor.

Continue lendo “Descaso”

Honey Honey yeah!

Existe um rumor de que grandes investidores estão querendo comprar o Simplicíssimo. Parece que se trata de um truste internacional megapoderoso que vem examinado atentamente o desempenho de nossos colunistas e colaboradores e percebeu a influência que os mesmos têm sobre o rumo do mundo nos anos por vir. Como não queremos incômodo com o pessoal da Bolsa de Valores, que nos acusará de possuirmos informações privilegiadas quando quisermos comprar ações do Simplicíssimo (que certamente irão valorizar horrores depois da aquisição), calaremos por aqui. Continue lendo “Honey Honey yeah!”

Não posso mais mentir. Mentiras fazem mal á saúde, embora quebrem silêncios, e curem feridas ¨provisórias¨.

Tem um milhão de coisas que não quero mais fazer, que não posso mais fazer.

Tem um milhão de lugares pra onde queria voltar…

Um milhão de pessoas pra tomar cerveja…

 

Continue lendo “…”

Hoje (2)

Hoje fui ao centro de Leiria e passei por várias farmácias e
perguntei por tintura de iodo. Nada! Não há, já não se usa, é perigoso,
leve antes isto ou aquilo. Não, muito obrigado, eu quero tintura de
iodo, o pé-de-atleta só passa com tintura de iodo. Continue lendo “Hoje (2)”