Pedido público de desculpas

Em 07 de março de 2010 foi publicado o resultado do Concurso O Pensador Selvagem/ Simplicíssimo de minicontos. Nesta data eu, Rafael Reinehr, publiquei o resultado do referido concurso elencando o nome de Lilly Falcão, na ocasião por mim chamada de Lia de Abreu Falcão de forma a responsabilizá-la pelo atraso do resultado do concurso, de forma que possa ter causado constrangimento à então amiga, escritora e jurista.

Continue lendo “Pedido público de desculpas”

Edição 360 – 28/03/2010 – Deixar um filho morrer: o anúncio do fim do Simplicíssimo

    Desta vez é pra valer: o Simplicíssimo está se encaminhando para sua última edição, e esta já tem data certa para ser publicada: no próximo dia 11 de abril de 2010.
    Os motivos que levaram a esta tomada de decisão não são simples de explicar, mas tentarei mesmo assim, mesmo que essa explicação seja peculiarmente particular e intimista.

Continue lendo “Edição 360 – 28/03/2010 – Deixar um filho morrer: o anúncio do fim do Simplicíssimo”

À Deriva

(…)A partir de hoje ninguém há de me entorpecer, eu sou minha sombra, eu sou minha sobra, e a súbita e interrupta praga fixada a resisti aos desejos, que me vencem fácil por apelos sensitivos, ao medo que termina quando choro, a felicidade que acaba quando entristeço, a saudade que me consome quando não amo.

Continue lendo “À Deriva”