Simplicíssimo

Autor - Marcos Claudino

Único

  Após o primeiro ano deixou de procurar os porquês. O mundo parou. As pessoas sumiram. Notou o primeiro sinal ao abrir a torneira da pia do banheiro, ao levantar-se. Seca. Viu que não havia eletricidade...

Epilogo

O que sei é que entrei. Não me lembro como exatamente. Em meados de 2003 (ou antes). E passei a acompanhar um mundo delicioso e diferente. Sério mesmo, não sei bem como o querido Rafael me encontrou no mundo do éter...

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!