O sentido das coisas

Quisera eu fazer poema regrado
Concretismo impressionista
Entender o que não entendo
Despoluir as mentes vazias
Esvaziar minha cabeça de sonhos
Enchendo-a de idéias reais

Bucólico, barroco, artista
Fazer ecoar meu canto
Fazer estrofe sem métrica
Achar uma rima (intrépida!)
Fazer doer as mentiras
Justificar o errado
Desmentir o injustiçado
Contradizer-me

Quisera eu achar sentido na vida
Buscar meus objetivos
Dormir em paz
Amar o corpo de alguém
Sem alma, sem afagos
Sem mentiras para depois
Nem comentários

Quisera eu dar rumo aos talentos
E jogar para o alto tudo o mais
Pudesse eu, buscasse eu algo mais

Soneto Anti Pop-Up

Mas que grande confusão
Que se formou em minha tela
Abriu-se uma janela
Atrapalhando minha visão

Sem aviso ou previsão
Fez a propaganda dela
De forma pouco singela
Falando duma promoção

Senhor publicitário
Não consumo teus produtos
Teu slogan eu não leio

Anuncie em outro horário
Utilizando outros recursos
Pois pop-up eu bloqueio

Desarmamento

Dizem que as armas aumentam a violência, que bala perdida é um problema que amedronta grande parte da população. Pode até ser verdade, mas após um tempo de reflexão, concluo:

1. Arma de bandido nunca foi legal. Mesmo que destruam todas as armas dos
civis sempre haverá meios para que os ‘’homens maus’’ consigam material
bélico mais poderoso que o do exército.

2. Pessoas vestidas de branco não sensibilizam quem vive do crime.

3. Um cidadão de bem, que paga seus impostos e mantém sua família, tem o
direito de defender a si mesmo e a sua propriedade da maneira que lhe
convier. É claro que, para isso, precisa de uma avaliação psicológica, fazer
um curso de tiro, tirar o porte legal. Depois disso, que trate de mantér a
arma num local afastado das crianças, ou que as ensine a não fuçar demais
naquilo que não é delas.

4. Ter arma não é garantia que você não irá ser assaltado. Sabe-se que não
se deve reagir sem saber exatamente o que fazer. Porém, logo após que um
delito é cometido, um tiro na mão de um trombadinha o faz aprender a não
pegar o que não lhe pertence, e um tiro na cabeça de um assassino faz
justiça.

5. Não se confia na eficiência duma polícia que coage com criminosos.

Então vem a Rede Globo, com toda aquela propaganda contra as armas, em plena novela, e toda aquela desinformação do Jornal Nacional, e os governantes que
estão cegos para os fatos, e a lavagem cerebral: ‘’80% dos brasileiros são a
favor da proibição do porte de armas’’. Não sei de onde, afinal não fui
entrevistado. Armas são apenas objetos inanimados. Quem faz mau uso delas são as pessoas más.

Rafael Tourinho Raymundo, nick LittleBrain, 16 anos, estudante de
ensino médio, mais facilmente encontrado em http://pequenocerebro.tripod.com