Improvável

Pra que caneta
que em papel
em vão
lavra
palavras? Pra que caneta
que em papel
em vão
lavra
palavras?

Mais me serviria
arado
enxada
e
terra

São improváveis meus versos

No chão, por mais seco, sempre um ou outro inço…