Simplicíssimo

Categoria - Manuscritos

O Marquês (XII)

  “- Nós, os novos, os sem-nome, os difíceis de entender, nós, os nascidos cedo de um futuro ainda indemonstrado – nós precisamos, para um novo fim, também de um novo meio, e de uma nova saúde.” Nietzsche, in: ‘A...

O Marquês (XI)

“- Muitas pessoas foram interrogadas a respeito desse extraordinário e horrível caso, mas não se chegou a nada que lance luz sobre o crime.”   Edgar Allan Poe “Os Crimes da...

O Marquês (X)

"Com o que a psique guerreia, se não com a injustiça da exterioridade, as vicissitudes repressoras dos instintos, os sofrimentos neuróticos que priva a liberdade que ainda pode dar tempo ao...

O Marquês (IX)

"Construimos um locus em que podemos ser Ao admitirmos corpos, linhas, terras, causas e efeitos, movimento e repouso, forma e conteúdo Sem esses artigos de fé ninguém toleraria agora viver. Mas...

O Marquês (VII)

“- Ninguém pode reinar inocentemente.” Saint-Just (1767 –1794) Granier sentia-se forte. Ele acreditava na coragem unida à inteligência, e foi a isso que chamou de força. Mas...

O Marquês (VI)

“- Quando os fins são grandes, a humanidade não julga o crime como tal, mesmo recorrendo aos meios mais terríveis.” Friedrich Nietzsche (1844-1900) Os longos raciocínios nos quais...

O Marquês (V)

“A imoralidade da mentira não consiste na violação da verdade. Ao fim e ao cabo, tem direito a invocá-la uma sociedade que induz os seus membros compulsivos a falar com franqueza para...

O Marquês (IV)

"Se Eva perdeu a humanidade comendo um fruto, a atitude inversa, o olhar um fruto sem comê-lo deve ser a que salva." Simone Weil Leçons de philosophie (1933-1934) Na primeira...

Aurora (L – Epílogo)

L – Epílogo Quando considero a brevidade da minha vida, engolida pela eternidade antes e depois, no pequeno espaço que preencho, e que sou capaz de enxergar, tragado numa imensidão infinita de...

Follow us

Don't be shy, get in touch. We love meeting interesting people and making new friends.

Most popular

Most discussed