Simplicíssimo

Quase nada

Cama desfeita, garrafas vazias;
Cheirei meus lençóis para encontrar teu sabor
Ou qualquer coisa que testemunhasse tua presença

Abri gavetas e lambi talheres
Me atirei faminto ao colchão ainda quente
Devorei revistas de lingerie
E achei tudo palhaçada

Nada lhe foi negado
Nada lhe foi tirado
Em nossa vida
Quase nada foi mudado

Rodrigo D.

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!