Simplicíssimo

Ossos do futuro

    O dia quente do verão acelerou o processo. Foi olhar ao final da tarde e suas obras estavam prontas. Imediatamente iniciou a atividade, que se tornaria rotina nos dias escaldantes que se seguiriam.

    A invasão alienígena fora descoberta a tempo e todas as naves estavam prontas para defender o planeta. A grande nave-mãe, com toda a equipe de liderança e estratégia seguia protegida e coordenaria todo o ataque sob a escolta de uma armada forte e revigorada pelas novas aquisições.

    Os ossos secos ao Sol que se transformariam em gado, acabaram virando naves espaciais. Alguns pelo formato acabaram virando navios, botes e embarcações. A grande nave-mãe era a parte superior do esqueleto de uma cabeça de ovelha. Todo o arsenal bélico, formado de cálcio e outros componentes não atraía a atenção de seus amigos nas redondezas que preferiam a brincadeira do gado de osso e não olhavam para o céu com a inquietude das perguntas ainda sem resposta.

    Às vezes uma inocente brincadeira revela sonhos, ainda não materializados.

Mauro Rodrigues

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!

Últimos Posts