Simplicíssimo

Escrever por Escrever IV (excertos)

{06/06/2000 – Terça-feira – 19:28}

Quem está prestando atenção no horário deve notar que eu geralmente começo a escrever mais ou menos nesse horário. Isso porque nessa hora eu já cheguei em casa da Faculdade, já jantei e estou deitado na minha caminha com a televisão ligada deixando passar qualquer coisa, para fazer um barulhinho de fundo. Isso provavelmente vai mudar no segundo semestre desse ano, quando, se tudo der certo, estarei fazendo Ciências Sociais e Políticas na UFRGS, curso noturno. Certamente o curso vai aprimorar bastante meu senso crítico ( e acabar com o resto do meu tempo livre!) e aguçar minha capacidade de observação da realidade social mundial.

Não sei por quanto tempo vou estar escrevendo diariamente estes escritos. Já sei que amanhã não conseguirei pois estarei de plantão no Conceição. Na Quinta vou para Curitiba representar o Conceição e o Rio Grande do Sul no Congresso Nacional de Residência Médica, que entre outras coisas, vai decidir a nova presidência da Associação Nacional de Residentes mas, principalmente, discutirá problemas e proporá mudanças necessárias para melhoria dos serviços de residência e votará uma possível greve nacional dos residentes de Medicina. Estou feliz em poder participar dessa atividade. Em relação à escrita diária ou não “disto” que estás/estão lendo (ainda não achei uma pessoa definida à qual escrever – e isso tampouco me incomoda), não irei me estressar. Escreverei quando tiver vontade, sem regras, sem quantidade mínima ou máxima de linhas… seguirei apenas a minha vontade. Por falar em vontade, vou incluir um textinho que eu escrevi há um tempinho atrás e era originalmente para ser incluído em algum dos meus Joe Volume (minha revista de variedades on-line). Aí vai:

((( ((( (((o texto que incluí aqui é “Quando dá aquela vontade”, já publicado na edição número 1 do Simplicíssimo Online, de 01/11/2002))) ))) )))

… Bom, pelo menos divertido esse testículo é… Hoje eu ainda ia falar de algumas diferenças entre Hobbes, Locke e Rousseau, mas como estou cansado, deixo para outra hora. {06/06/2000 – Terça-feira – 19:49}

{09/06/2000 – Sexta-feira – 00:15}

Vocês nem adivinham onde estou! Estou em Curitiba, participando do XXXIV Congresso Nacional de Médicos Residentes. Hoje foi bem legal! Conheci pessoal do Rio de Janeiro, um residente do Acre, pessoal aqui de Curitiba… O coquetel foi bom… Bebi vinho… Agora estou vendo o Jô e estou pronto para dormir. Amanhã às 8:15 tenho que estar pronto para pegar o ônibus para o Congresso. Temos que discutir vários assuntos bem importantes. Escrevo na seqüência, pois agora estou muito cansado. Estou de pós-plantão e fui dormir às 5:00 da manhã de ontem e acordei às 9:00. Tô morto! Aqui em Curitiba me emocionei e comprei um fone de ouvido profissional e alguns livros de Filosofia: “A Política” de Aristóteles, “Como Tirar Proveito de Seus Inimigos” de Plutarco, “Discurso do Método” e “Meditações Metafísicas” de René Descartes, “Do Cidadão” de Thomas Hobbes, “Dois Tratados Sobre o Governo” de John Locke e “O Espírito das Leis” de Montesquieu, todos da Editora Martins Fontes. Agora chega de papo que eu vou ver o Jô e depois vou dormir… {09/06/2000 – Sexta-feira – 00:29}

{11/06/2000 – Domingo – 10:16}

Curitiba, dia 4: a despedida. Hoje é dia de voltar para Porto Alegre. Agora estou no ônibus pronto para ir para o Congresso para a votação da chapa para presidência da Associação Nacional de Residência Médica (ANMR) e para a Plenária final que reunirá às conclusões e propostas dos grupos de discussão. Entre outras coisas temos que decidir sobre um dia de paralisação nacional e meios para aumentar a mobilização a nível local e nacional. Continuarei escrevendo durante a plenária, após as decisões terem sido votadas. {11/06/2000 – Domingo – 10:25}

{11/06/2000 – Domingo – 20:27}

Não escrevi sobre a plenária e o Congresso pois achei que o assunto seria chato demais para quem estivesse lendo. De qualquer forma, ficou decidido que haverá uma paralisação nacional dos médicos residentes em 20 de julho. Vamos ver no que vai dar! Agora estou no avião da TAM, já jantei e estamos à meia hora de Porto Alegre. Comecei a ler a Crítica da Razão Pura do Immanuel Kant novamente. Dessa vez vai. O Gaúcho da Fronteira está sentado logo ali em frente. É uma figuraça! Acho que estou meio sem inspiração para escrever sobre reflexões filosóficas…

No Congresso, conheci pessoas de Curitiba (é claro!), do Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo, Minas Gerais, do Ceará, de Pernambuco, de Campinas, de Ribeirão Preto e até do Acre! Muito legal o choque de culturas, todos aqueles sotaques característicos bem marcados… Gostei da experiência! {11/06/2000 – Domingo – mais ou menos 20:45 (o avião começou a descer)}

Eduardo Hostyn Sabbi

Últimos posts

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!