Simplicíssimo

Terremotos

Terremotos

As catástrofes e dificuldades não são exatamente iguais para os povos. Há países que entram em colapso após um terremoto. Por outro lado, em alguns países, no dia seguinte a um terremoto já se inicia um processo de reconstrução vigoroso, com ampla participação de todos os setores da sociedade.

Não raro, o produto da reconstrução é melhor do que o que foi perdido, pois esses povos aproveitam para corrigir eventuais erros de urbanização e dotar as áreas reerguidas de mais e melhores recursos. Contam com os esforços solidários de todos nesse processo, tanto humanos quanto financeiros e materiais.

Há muitos fatores que foram propostos para explicar isso e é particularmente rico estudar quais são as características que fazem de alguns países verdadeiros modelos de enfrentamento da adversidade. Mas quero chamar a atenção aqui para apenas um desses fatores: quanto mais honesto em geral e, especialmente, quanto menos corrupto, maior a chance de um povo de enfrentar um terremoto e sair dele fortalecido. Isto foi possível demonstrar porque há índices internacionais que medem a corrupção dos países.

Isto é engraçado porque, dizem os estudiosos, é fácil aferir a variável “corrupção”. Entretanto, nos parece muito difícil prender um corrupto aqui no Brasil. Países com fama de desonestos são países em que não se confia no uso que os gestores farão do dinheiro das pessoas. Como doar dinheiro, esforços e tempo em nome de uma causa, se não confiamos em que vai coordenar a aplicação desses recursos?

Num país em que os três poderes clássicos do estado se acham desvalorizados, em que mesmo ONGs precisam ser vistas com reserva (algumas têm a despudorada “missão social” de lavar dinheiro), pergunto-me como reagiríamos a um terremoto.

Por outro lado, tenhamos em conta que outros fatores regem com igual força as reações dos povos, sendo que o resultado final depende da interação de todos eles. Nunca percamos a esperança, a fim de que não morramos de espanto.

Luiz Eduardo Ulrich

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!