Simplicíssimo

Glow Worms

Violentos Haikais 40/X
Brasil, marmelada
e pizza
fome zero, que nada!

Faroeste 28/X

Sábia, sabia
que tu é linda
e o amor não finda

Glow Worms

Certo dia na Nova Zelândia tive uma experiência inesquecível que jamais poderei esquecer. A caverna dos vermes brilhantes.

Vale a pena, se você estiver ai de banda e quiser conhecer uma coisa que poderia estar naquela série antiga da MTV – coisas jamais vistas – pegue um avião, viaje 23 horas, chegue na Nova Zelândia depois de 2 dias de manhã (isto mesmo, você sai de Porto Alegre na terça, viaja um dia inteiro e chega na Nova Zelândia no outro dia – o pior é a volta que você viaja 23 horas e chega no mesmo dia que saiu da Nova Zelândia, umas duas horas antes da hora da saída) e vá até Rotorua.

Chegando lá, vá até este lugar, é fantástico, tem um rio que entra em uma caverna e os vermes brilhantes.

Você terá alguns poucos minutos para ver e guardar na memória as cenas. Isto mesmo, não é possível fotografar os Glow Worms!!!

A vida é assim: bem no dia que você está com a faca e o queijo na mão, tudo certinho e você consegue tudo o que queria… e não vai ter como provar para ninguém as coisas que você vivenciou, o que você viu…

Que pena…

Que pena, que nada… Esta é a melhor parte! Quando tudo o que temos está somente na nossa memória…

São os nossos momentos, só nossos, que ninguém ou nada jamais vai tirar da gente…

Ih! Acho que desta vez fiquei tempo demais na contramão e achei que estava vendo as coisas andarem ao contrário.

Pedro Armando Furtado Volkmann

Últimos posts

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!