Simplicíssimo

Rapidinhas e rasteiras

Violentos Haikais 123/X

Casada com um ninguém
Só uma vez, traiu
De outro é o neném.

 
Faroeste 108/X

Dias de festa
Amar, na serra ou no mar
Amo sempre esta.

Outros

 
Que culpa tem o outro se a ex-mulher do outro deu bola para outro?
Que culpa tem a festa que foi onde o outro foi com a ex-mulher do outro? Onde o outro também foi?
Que culpa tem os outros, que correram perigo de apanhar de um outro?
 
Foco
 
Os momentos de indecisão podem ser profícuos em relação a trazerem a tona aspectos que anteriormente eram tidos como dados. Até que ponto a estabilidade é a melhor solução? Será que é interessante trocar o incerto pelo duvidoso?
Um programa de tevê que talvez alguns possam lembrar é aquele em que o apresentador mostrava objetos valiosos e outros nem tanto e uma pessoa tinha que trocar um pelo outro, chegando ao final com uma escova de dentes usada ou uma casa de R$ 40.000,00 por exemplo. Na vida é assim, somos cegos até mesmo na situação que vivemos. Gosto muito da maneira que alguns orientais representam o futuro. A pessoa fica virada de costas, olhando o passado de frente, sem saber o que tem pela frente. Estar focado significa ganhar atenção em poucas coisas e perder em muitas outras coisas. Seria ótimo que a gente conseguisse misturam as duas coisas ao mesmo tempo, vivendo a vida das duas formas. Olhar a linha e o plano, olhar a natureza e cheirar a flor.
 
Humanos
 
Muitos dos livros holísticos e sites que navego trazem ligações entre doenças e sentimentos. Isto me intriga bastante. Pelo que eu entendo hoje, cada ser humano tem pontos de acumulação de energia, desviando para alguns órgãos o que seria somente pensamento. Somatizações. Alguns, se dão conta da sua doença crônica: garganta, estômago, etc. Outros podem inclusive se dar conta da transferência da patologia psíquica para a física. Preocupação = garganta, frustração = estômago. A grande questão é que os remédios alopáticos e homeopáticos existentes hoje não trocam comportamentos. Impossibilitado de extravasar pelo canal principal, o organismo acha outros focos.
Acredito serem ligações feitas na primeira infância.
 
De ré na contramão, rapidinho e rasteiro!

Pedro Armando Furtado Volkmann

Últimos posts

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!