Simplicíssimo

Fogo

Numa laçada vão-se os olhos

A esta altura o pensar já é cativo

Coisa como esta impensável

Não há como prever

Evitar impossível

Nas mais loucas fantasias

O Super-homem diamante

Imune à criptonita

De frente ao espelho:

– És forte, inquebrável

Esta trama, véu sobre a cabeça

Confunde clareando o pensamento

Alimenta o ego e o engana

Faz forte o fraco

Castelo de areia perto da água

Sua onda chega

Alaga, toma, derrete, derriba

De assalto ou de prévio aviso

Não importa

Os efeitos são todos seus

És flexa do Aquiles calcanhar

Como deter o vento que vem do mar?

Indefesa Pompéia aos pés de Vesúvio

No peito escorre o magma

No afã de viver morre em carbono

 

Marcos Pedroso

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!