Simplicíssimo

Civilização?!

 

Tempos Modernos, Tania Montandon, guache sobre Moleskine

 

Das trevas uma odisséia

Pântanos de mundos mil

Visões ignotas, estagnantes

Tempestades de estímulos

Banhando da vida o rio


Bruscas, ternas, bruxas, serras

Fervor vindo do fundo do espírito

Suplicando que se faça jus à incerta andança


Caminho, caminho, caminho

Frestas de liberdade, angústia, responsabilidade.

Igualdade, onde escondes?


Caminhante, no caminho, caminha

Tantos porvires, nem tantos de esperança

Demagogia dos governantes assaltando geladeiras, saúde, moradia, conhecimentos…

Tomam também viagens de seu povo, usam passagens da férias de milhares

Para o luxo sem brilho de meras vaidades, vontades selvagens.


*Interessante: a palavra museu remete a Mnemosis, deusa da memória, a minha ainda funcionando…

 

 

Tania Montandon

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!

Últimos Posts