Simplicíssimo

Carnaval

I.
Fantasiei-me de político corrupto.
Foram três dias e quatros noites de impunidades.

II.
Na folia conheci uma odalisca.
Esbaldei-me como um sultão.

III.
Na última noite, cismamos de transar numa cabine telefônica.
Foi a ligação mais gostosa que já fiz.

IV.
Tornei a encontrá-la na Quarta-feira Santa. O carnaval já tinha virado cinzas e nós dois ainda pegando fogo…

V.
Não nos encontramos mais. Depois de ter cruzado minha vida como uma escola de samba e levado nota 10 em todos quesitos, ela sumiu na vasta avenida do mundo, deixando-me sozinho a batucar o meu coração enroscado de serpentinas.
Ainda guardo comigo os confetes. Todos colhidos dos seus cabelos de odalisca.

Wilson Gorj

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!

Últimos Posts