Simplicíssimo

pantano 2

A mata me rodeia

Meu destino viaja

Tudo pode ser lindo conforme o feio se apresenta

Não admito perguntas

Meu dedo esta como palha se secando

E o canto da boca me proíbe olhar

Salve a plenitude

Salve a graça evidente

Salve a real fantasia

Suave como se quisesse ter importância

O senhor se mostra por fora?

Estou menos feliz do que mais feliz que o previsto

As bolhas me acobertam de ar

Trago agradecimentos

Trago solenidade

Trago lealdade

Sei que tua honra te pertence por hoje

Querem roupas emprestadas?

Você me conduzira ate o lado incerto?

Tudo se extravia

Quando oferecem uma mensagem, isso condiz a uma nova moradia

erika ------------------------------------------------- fraenkel

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!