Simplicíssimo

Em Brasília 19 h!!

Todos a bordo!! – gritou o comandante do iate. Luxuoso, com ar-condicionado, GPS, 14 suítes, solar, salão de vídeo, antena parabólica e cozinha tipo padrão internacional (ô inveja danada!!). Muita gente deve estar curiosa pra saber quem ocupará o iate. Vamos tentar adivinhar: estão em recessão… recebem 15 salários por ano… gastam o cartão de crédito por nossa conta e dizem que é do bolso deles… recebem propina, vivem em escândalos e no final conseguem se safar… têm a maior mordomia que qualquer cidadão brasileiro… Nem precisa falar, na primeira já dá pra matar! Os nobres deputados… sim, isso mesmo!! Aconteceu numa região lá pro norte do nosso país. A Assembléia Legislativa pagou uma viagem de iate (e que iate!!!) de dez dias para várias pessoas, entre deputados, vereadores e assessores. A diária? A bagatela de R$3.250. Alegam que a viagem faz parte do programa chamado “Assembléia Regional” e que só pode ser feita no recesso (que isso, gente!!).

Estima-se que a viagem tenha custado R$40 mil no total. A embarcação partiu em 03 de janeiro e chegou no dia 12.

“Estamos discutindo o papel das hidrovias no desenvolvimento da região. A maioria do que chega ao estado vem através dos rios. Quem vai passear vai para o Nordeste”, é a justificativa dos nobres parlamentares. Um dos deputados levou a mulher e filhos (mas que fique bem claro: ele pagou as despesas do próprio bolso!!). Afirmam que o barco foi escolhido por ter “condições de navegação” pela região.

As pessoas começam entrar no iate luxuoso.

– Sr. … ?? – pergunta o comandante.

– Telinho… deputado Osmar Telinho, comandante. – Entra com uma acompanhante – Ah, e essa é minha… minha…

A moça é rápida no gatilho – sou a assessora-para-negócios-de-assuntos inadiáveis, muito prazer comandante!! – adentram o iate.

– próximo!…

E assim dalí a minutos todos estão a bordo e cada um desfruta da viagem. Todos estão eufóricos, vislumbrando com a linda paisagem que passa. Um dos deputados grita.

– Gente, vamos curtir as maravilhas que este iate nos oferece antes que termine a viagem!!

Todos correm cada um para sua cabine. Não se vê viva alma no convés.

No segundo dia enquanto alguns estão reunidos conversando assuntos de próprio interesse e outros tomando um belo banho de sol, deitados, um dos parlamentares grita, eufórico.

– Pessoal, temos que discutir o assunto importante que é o tema da nossa viagem – gesticula.

– Fica frio, nobre parlamentar – interrompe um deputado, abraçando-o – vamos desfrutar primeiro dessa maravilha, olhe à nossa volta!! Não é tudo o que sempre quis?

– Sim, mas…

– Desfrute primeiro, caro amigo, depois abordaremos o assunto. Você é novo por aqui, não é?

– …É, é meu primeiro mandato!

– Então, meu caro amigo, tem muito que aprender ainda!! Vá, vá para seus aposentos, mais tarde conversaremos!

A mulher de um dos deputados que está com os filhos dentro da cabine avisa o marido que estará tomando uma brisa com os filhotes no convés.

– Isso, vá, vá, que enquanto isso vou tirar uma boa soneca nesse paraíso (olha ao redor da cabine)

– Mas vocês não irão discutir…

– Vá, minha princesa, vá desfrutar da brisa, vá!!

Na outra cabine, a assessora-para-negócios-de-assuntos-inadiáveis está eufórica, pois soube que naquela região pode-se ver o boto cor-de-rosa.

– Ai, patrãozinho, eu quero ver o boto cor-de-rosa, o senhor me prometeu…

– E vou cumprir!! Já viu eu prometer algo e não cumprir, minha doce assessora??

– Pra mim não, patrãozinho!!…

– Então vem cá, que eu vou mostrar a você o boto cor-de-rosa…

Assim passam os dias e os nobres parlamentares estão mais felizes que nunca. Ganhando para passearem. E com todo aquele luxo à disposição.

Num momento todos estão reunidos. Um dos parlamentares questiona.

– Gente, a mídia vai querer saber de tudo que estamos fazendo aqui. E teremos que ter uma boa desculpa para não decepcioná-los.

– Não se preocupe, caro amigo, já temos tudo esquematizado. Já estudamos tudo antes de pegarmos essa maravilhhhhosa viagem. Teremos a resposta que eles pedem.

O iate vai terminando sua viagem e já se vê estampada a tristeza no rosto das pessoas. Instantes depois ele atraca. Todos estão saindo quando se ouvem gritos. A assessora-para-negócios-de-assuntos-inadiáveis sai correndo de uma cabine, toda eufórica, apenas com uma toalha no corpo, passando por entre as pessoas que aguardavam a chegada.

– Eu vi o boto cor-de-rosa!!… Eu vi o boto cor-de-rosa!!…

 

Afonso José Santana

Últimos posts

Follow us

Don't be shy, get in touch. We love meeting interesting people and making new friends.

Most popular

Most discussed