Simplicíssimo

mãe

Mãe…
do teu ventre clamo!!

Te chamo, tenho medo de sair!

Aqui dentro está tão bom!
há quietude, carinho, amor…
Você sempre canta pra mim
me faz um carinho
sempre me diz coisas doces
me conta histórias…

Mãe…
Eu não quero sair
não me deixe!!

Lá fora há guerras, gemidos de dor, de traumas
crianças inocentres morrendo
por culpa de adultos estúpidos.

Mãe…
Tã tão bom aqui dentro, se soubesse!
sinto-me calmo, protegido
teu amor me faz sentir bem.

Mãe…
Sei que estou sendo egoísta
pedindo pra não me deixar sair
…como vou aprender a viver ?!?
enfrentar as coisas da vida lá fora ?!?
Preciso crescer, amar, viver…

Mãe
Obrigado por me proteger
por tanto tempo
não me deixando faltar nada
me amando e me aconchegando aqui dentro.

É a lei da vida, mãe, eu sei.
Ainda bem que me deixaste viver
pois há tantas que renegam o seu filho
e o ceifam
(às vezes não por culpa dela mas por outros motivos
que às vezes elas mesmo não entendem)

Obrigado, mãe, por eu existir!!

Afonso José Santana

Últimos posts

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!