Simplicíssimo

Nosso cotidiano de cada dia

Nosso cotidiano  de cada dia (uma fusão de todos os títulos de  textos publicados pelos amigos Simplicistas na edição 315)

Houve uma escapada frustrada à flor da pele, pânico, paixão e amor, bebedeira, até harakiri. Isso tudo graças ao ontem. E das mulheres todas que me deixaram, como num micro-conto, perguntei a uma delas: o que fará ao acordar!? Ela disse: tenho que participar da ditadura da velocidade!… (não entendi nada!!!).  Ah, havia tentavas também de um professor pra  falar sobre a vocação. E é isso!!
 

Afonso José Santana

Últimos posts

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!