Simplicíssimo

o papagaio do portuga

No comércio do seu Portuga havia um papagaio, que, pra variar, imitava todo mundo, e, pior, colocava rima nas coisas que falava. Ele não falava palavrão, pois se o começasse a fazê-lo o portuga olhava com cara feia pra ele e ele respondia: currupaco, portuga, meu patrão, ja sei, palavrão nãooo!!

– ainda bem que entendes, ó gajo!! E cuidado com tua língua!! Ou eu (faz sinal que cortaria o pescoço do papagaio; o mesmo se assusta e treme) isso, treme mesmo, animal, fazes alguma gracinha cá com meus fregueses que verás do que sou capaz!!

De repente entra seu Pedro, velho freguês do portuga. O papagaio: olá, seu Pedro, como vai o seu dedo?? Kkkkkkkk!!! – Seu Pedro ria – sabe que eu gosto desse papagaio??

Seu Pedro sai e encontra com dona Maria, também velha freguesa, que olha para o papagaio: bom dia, periquinho lindo!!- Eu sou papagaio…. ó, raios!!! Olha o meu tamanho… – depois, pra não perder o pique: e aí, dona Maria, como vai a sua tia? Kkkkkkkkk!!
– ah, esse peri… papagaio, eu adoro o senso de humor dele – ri d. Maria.
– ele é muuuuito engraçado, mesmo dona Maria, diz o portuga – olha de esgueio e com cara feia para o papagaio, que, sem graça, vira a cara pro outro lado.

Outro dia entra uma senhora: bom dia, é aqui o comércio do seu Portuga? Eu …

O papagaio corta sua fala: aqui temos de tudo, senhora, guarda-chuvas, doces, salgados, tudo o que a senhora desejar! e o que desejar e não tiver pode deixar que encomendamos!

– olha, que papagaio esperto… gostei dele.

– pois naum, minha sinhora -chega seu portuga – em que posso servi-la?? Aliás, não conheço-te…

– meu nome é Raimunda e…

O português sai correndo em direção ao papagaio, o segura e tapa o bico dele:
– Si disseres algo, parto-te o bico!!

Afonso José Santana

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!