Simplicíssimo

Gotas que Vão

 

Agarrando com força
O extremo mais próximo
De uma frágil vidraça
Que se descasca
Tenta originar
Um estampido breve
Em uma noite suave
Corre sem saber
Para sem quase ouvir
Pensa no que dizer
Contempla a natureza
Sente, apenas sente
De volta procura
O que não está ali
Descobre uma janela
Estende as mãos
Tarde, muito tarde
O chão molhado
Diz tudo silenciosamente
Fim de tempestade
Começo de verão
Até que outro dia passe

 

 

Frank Santos

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!