Simplicíssimo

Sol e Lua

 

 

 

Na ponta do cais
De um jeito ou de outro
Até balançando se vai
Pra frente ou pra trás
Escorregando as mãos
Com decisão
Estalando os dedos
Sem mágoa nem receio
Flutuando no fundo
De um mar azul bem claro
Como se fosse perder a cor
Devagarinho e de olhos bem fechados
Com uma imensidão ao redor
Iluminada pelo astro rei
Mais tarde tudo muda
O céu ganha uma lua
linda e solitária
até o sol voltar.
 

 

Frank Santos

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!