Simplicíssimo

Arraiá X Amor

Ah! não acredito meu padinho padim Pade Cíço, mas um dia dos namorados solteira!
 
– Calma Mariazinha, muié, tudo tem seu tempo! Vai ficar assim se matando porque num arruma um namorado?!
 
– Hômi pelo amor de Deus, Rosinha! Num vem com essa historinha de tudo tem seu tempo… tô ficando encalhada, de pelanca caída, e num arrumo ninguém, muié. Esse ano eu dô um jeitinho… Vou recorrer a meu Santo Antônio e ele vai me dá um, você vai vê só.
 
No dia 13 de junho, dia de Santo Antônio…
 
– Mariazinha, muié, o que diacho é isso, pra que tanto Santo Antônio? E de todos os tamanhos… o que é que tu vai aprontá?
 
– Vô pedir ajuda a meu Santinho, Rosinha… deixa eu me concentrá, senão o Santo não me escuta.
 
1º – Coloco essa imagem pequena de Santo Antônio num copo cheio de água e repito 7 vezes: “Meu Santo Antônio fofinho, me arranje logo um namorado que acabe com a minha mágoa, senão te deixo na água”.
 
2º – Essa outra imagem média, eu coloco dentro de um pote junto com três folhas de louro e três pedacinhos de carvão, e escondo o pote num lugar bem alto, e faço outra oração pra o santinho me arrumar um namorado.
 
3º – Esta imagem grande eu vou colocar virada de costa pra porta, e essa outra pequena eu vou amarrar virada de cabeça pra baixo.
 
– Nossa, Mariazinha, coitado do Santo!
 
– Detalhe, Rosinha, o santo só sai do copo de água e de dentro do pote, como também só é desamarrado e virado de frente pra porta, se ele me arrumar um namorado.
 
– Que malvadeza muié, o Santo num merece isso não!
 
No outro dia das simpatias…
 
TOC-TOC
 
Mariazinha abre a porta…
 
Aparece um senhor com um menino nos braços, todo molhado e sujo de carvão, fedendo a folha de louro, e com uma corda no pé. Junto dele, tinha um homem desdentado, ignorante que nem seu Lunga, e ainda não gostava de tomar banho e nem de trabalhar, era preguiçoso e adorava mandar na mulher.
 
– Pois não, senhor, o que deseja?
 
– Você é Marizinha?
 
– Sim, senhor, sou eu!
 
– Minha filha, isso é coisa que se faça comigo? Tava tentando arrumar a melhor coisa possível para você, mas você estava com tanta pressa que arrumei o primeiro que vi. Tome, vim lhe entregar o namorado que você tanto pediu, aproveite.
 
– Nãooo meu santinho, não pedi um namorado assim não!
 
– Mariazinha, não me lembro de você ter definido características de como seria seu namorado. Então para não passar o sufoco que eu estava passando, logo vim lhe entregar o seu pedido. Tenha um bom São João.
 
Minutos depois, o novo namorado de Mariazinha…
 
– Muiéééé, cadê a comida? Apronte logo e vem trazer aqui na sala, não esqueça de trazer a minha dentadura..
 
MORAL DA HISTÓRIA: CUIDADO COM QUE PEDE.
 

Cibelly Correia

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!