Simplicíssimo

Lembranças apagadas

“Se você pudesse esquecer, para sempre, um momento da sua vida, qual você escolheria? Uma solução radical para traumas como esses pode estar a caminho. Cientistas desenvolvem um método que elimina da memória aquelas lembranças que ainda doem, aquelas que nem o tempo apaga…”

 
E assim começou a matéria apresentada no fantástico sobre teste que estão sendo feitos em camundongos e ratos para apagarem as lembranças dele.
Fiquei imaginando esses testes em seres humanos. Cada dia de nossa vida armazenamos lembranças e sensações que são únicas. Sensações de prazer, de temor, de alegria e de dor. Algumas dessas lembranças realmente desejamos apagar… Um amor não correspondido; uma perda; insultos recebidos; um perdão que precisamos dar, mas não queremos; os vícios; os traumas; são tantas situações que pensamos: SE EU PUDESSE APAGAVA ISSO DA MINHA VIDA!
 
A principal responsável pelo armazenamento das nossas lembranças é a proteína chamada PKMzeta, ela é o que podemos chamar de “nosso túnel do tempo”, que nós faz reviver e lembrar experiências há muito tempo adormecidas. São essas experiências que formam o que somos hoje, fazem parte da nossa história. Apagá-las, então, não só atingiria a nossa vida como a vida das pessoas que nos rodeiam.
 
Todo ser humano passa por tribulações, passa por situações que machucaram a alma, cegaram a mente, e aceleraram o coração… E são essas lembranças doloridas que fazem com muitas vezes aprendamos com os erros, criemos forças e despertemos em nós a necessidade de nos superarmos. Se apagassemos a parte que nos incomoda na nossa mente, os erros seriam permanentes e nossas perspectivas sempre seriam as mesmas, já que um dia elas foram apagadas.
 
Fico pensando nas pessoas que sofrem do mal de Alzheimer, lutando constantemente para resgatar o mínimo de lembrança possível, e nas famílias das pessoas que têm esse mal, sofrendo com elas por não serem lembradas e por ver sua longa história apagada, não porque a pessoa quis, mas porque não dependeu dela para apagá-las.
 
Será que seria necessário apagar nossa memória? Será que essas dores não são necessárias em nossas vidas? Você se arriscaria?
 

Cibelly Correia

Últimos posts

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!