Simplicíssimo

Qual é a voz de quem não tem vez?

O que pode fazer, para melhorar sua situação, quem vive numa sociedade que não oferece trabalho para todos, nem segurança, nem paz, nem assistência à saúde, nem garantias de que seus indivíduos possam ter uma vida digna?
O que pode fazer, para melhorar sua situação, quem não consegue pagar suas contas, nem trazer comida pra seus filhos; quem tem que virar noites em filas de hospitais para tentar conseguir atendimento; quem está passando fome, frio, dor, desespero …?
Será que a sociedade não percebe que os desesperados já estão apelando para a desordem, para o quebra-quebra, para a violência, … afim de que sejam ouvidos?
Será que o crescimento da criminalidade e dos impostos infinitos – que não resolvem os problemas, que continuam se agravando e exigindo mais impostos, doações, voluntários, etc. – não são suficientes para que a sociedade perceba que precisa mudar suas estruturas e que não basta apenas "votar certo", fazer doações, ser voluntário, etc. para resolver os problemas sociais? Até porque, se assim fosse, os problemas já estariam resolvidos ou, no mínimo, estariam diminuindo e não aumentando como podemos ver nos jornais diários.
A voz de quem não tem vez pode ser a desordem, o caos e a violência. A sociedade precisa dar garantias a todos de que tenham, no mínimo, condições dignas para viver.
O problema é que os que precisam mudar esta situação nem sabem que podem e os que podem mudá-la não sabem que precisam.
Não espere que a voz do caos e da violência se torne mais alta do que já está para tomar uma atitude. O seu futuro depende do que você faz, ou deixa de fazer, hoje.

Celso Afonso Brum Sagastume

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!