Simplicíssimo

À flor da pele

À flor da pele
                                                       Luiz Maia

Lindamente nua, pura
A caminhar pela casa,
Tenho a sorte de ver-te assim…

Em meio ao silêncio de tu'alma,
Abrigas [ainda] em teu corpo a ausência de minhas digitais
Corpo teu que anseia por mim…

Indiferente, ignoras o meu olhar que vem da vidraça,
Qual uma prece ou súplica,
Morrendo de amores e de desejos por ti…

 
Luiz Maia
http://br.geocities.com/escritorluizmaia/  
msn: luiz-maia@hotmail.com  
skipe: luizmaia1
Autor dos livros "Veredas de uma vida", "Sem limites para amar", "Cânticos" e "À flor
da pele". Recife-PE.
 
# Peço às pessoas para, sempre que possível, lançarem uma sementinha de árvores ou de flores da janela do carro, de um ônibus ou do metrô. #

Luiz Maia

Últimos posts

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!