A segurança acima de tudo

Você já fez algum treinamento de segurança?
Provavelmente sim, pois praticamente todos possuem uma carteira de habilitação ou já participaram de CIPA ou SIPAT nas suas empresas. Geralmente todas as alternativas estão corretas embora não preencham as lacunas que a insegurança deixa em nossas vidas, na maioria das vezes escondidas. Você já fez algum treinamento de segurança?

Provavelmente sim, pois praticamente todos possuem uma carteira de habilitação ou já participaram de CIPA ou SIPAT nas suas empresas. Geralmente todas as alternativas estão corretas embora não preencham as lacunas que a insegurança deixa em nossas vidas, na maioria das vezes escondidas.

Os profissionais precisam, cada vez mais, atentar para pontos inseguros nas suas ações. Se você está em qualquer atividade um ato seu, seja por descuido, negligência, imperícia, etc, poderá afetar a vida de outra pessoa de forma, algumas vezes, irremediável e tudo isso pode ser evitado.

Tenho, em minha cidade, uma obra que mexeu nos últimos anos com toda a comunidade. Muitas pessoas conhecem, ou já ouviram falar, na Praça do Jacaré de Santo Ângelo. Pois foi feita uma revitalização em toda a praça, com a retirada do famoso jacaré. Até agora ninguém soube me dizer com certeza se ele voltará ou não. No entanto o embelezamento deste espaço não levou em consideração alguns fatores de segurança no decorrer das obras e em sua fase final. Os buracos que foram sendo preenchidos, as aberturas para visualização do material arqueológico e o próprio material das obras nunca foram plenamente cercados e protegidos. Agora, em sua etapa derradeira, este que vos escreve, que tem dois filhos pequenos e circula regularmente pelo local, resolve questionar por que ninguém faz nada quanto à segurança de uma obra deste porte, que envolve inúmeras famílias todas os dias; enfim, toda uma comunidade?

Uma das mais belas visões da nova praça, a ponte sobre o lago (do jacaré?), não possui proteções laterais e um vão entre a passarela e o corrimão inacessível lateralmente. Até agora não vi ninguém machucar-se no local. Creio que estejam esperando que aconteça para tomar alguma providência. Várias crianças brincam na ponte nos fins de semana, correndo e andando de bicicleta. Até quando esse país suportará trabalhos como esse que não primam pela segurança?

Passarela - exemplo de beleza arquitetônica, mas insegura.