O pedaço de pão

 Havia no reino o maior pão já feito por um padeiro. Ele ficava exposto no coração do castelo para adoração e cobiça do povo e dos nobres. Era um pão enorme, capaz de acabar com toda a fome dos pedintes, da nobreza e da corte, e mesmo assim sobraria fatias generosas para o futuro. No entanto

Havia no reino o maior pão já feito por um padeiro. Ele ficava exposto no coração do castelo para adoração e cobiça do povo e dos nobres. Era um pão enorme, capaz de acabar com toda a fome dos pedintes, da nobreza e da corte, e mesmo assim sobraria fatias generosas para o futuro. No entanto também havia no reino sete príncipes que não viam a hora da despedida final do grande rei. Cada um sabia o que fazer com o grande pão. Uns pensavam em comê-lo em menos de onze luas. Outro queria colocá-lo num grande cofre, e guardá-lo como grande riqueza. Havia um ainda mais liberal que já tinha feito contato com reinos vizinhos para trocar o pão por armas e ouro. Enfim, tinha cada príncipe encontrado á solução ideal para o quê fazer com o gigantesco pão. Infelizmente nenhum deles cogitava reparti-lo igualmente entre todos os habitantes do reino.