Cegos

Em terra de cego, que tem um olho é rei. Bonito ditado, serve em várias situações. Porém vou divagar devagar sobre ele.
Como podemos saber quem tem um olho na terra dos cegos? Ninguém vê e, como conseqüência, não vê quem vê. Apenas acredita no que lhe dizem: coisas que se vê. Violentos Haikais 36/X

Lipoaspiração
aspiração de pó
traficantes sem dó.

Faroeste 24/X

Amor demais
mais e mais
quero mais

Cegos

Em terra de cego, que tem um olho é rei. Bonito ditado, serve em várias situações. Porém vou divagar devagar sobre ele.
Como podemos saber quem tem um olho na terra dos cegos? Ninguém vê e, como conseqüência, não vê quem vê. Apenas acredita no que lhe dizem: coisas que se vê.
Então, para não ficar para trás, mais cegos se proclamam reis e relatam coisas que não vêm. Vão espalhando por ai as verdades do mundo que eles não viram jamais. Viram por ai, verdades absolutas na terra de quem prefere continuar a não ver.
Será que o mundo dos cegos tem alguma chance de se tornar o mundo real que se vê? Ou melhor, que não se vê por ai?
Será que o ditado mais usado neste mundo é “quem tem telhado de vidro não joga pedra no dos outros”?
Quando vamos ver um mundo onde ter o suficiente é suficiente para qualquer um que se vê?
Ora, veja bem, você pode acreditar em um texto de um cara que também vive na terra dos cegos e afirma ver o que os outros não vêm?

Ih! Acho que desta vez fiquei tempo demais na contramão!