Sem noção

Mais uma vez os Estados Unidos foi contemplado com uma linda catástrofe natural. Enquanto a natureza segue seu curso, tentando ajeitar as porcarias feitas pelos seres humanos, estes contabilizam os mortos provenientes dos problemas que não sabem de onde surgiram. Puxa! Terá sido a natureza tão cruel assim com os protetores da humanidade?

Violentos Haikais 69/X
Farmácias anunciam
Caros Remédios , sacrilégio
Doentes balbuciam

Faroeste 56/X
A música está no ar
Para todos cantar
Com Versos sobre amar

 

Sem noção!

 

            Mais uma vez os Estados Unidos foi contemplado com uma linda catástrofe natural. Enquanto a natureza segue seu curso, tentando ajeitar as porcarias feitas pelos seres humanos, estes contabilizam os mortos provenientes dos problemas que não sabem de onde surgiram. Puxa! Terá sido a natureza tão cruel assim com os protetores da humanidade?

            No norte da Austrália, numa região Belíssima da Terra, também ocorreu um fenômeno diferente do habitual.

            Mesmo com toda a aparelhagem Big Brother hoje disponível, apenas podemos prever o clima, terremotos etc., mas não podemos evitá-los.

            Que coisa, quantos desastres ecológicos e sociais terão que ocorrer para as pessoas darem um jeito de parar de fazer seu planeta sofrer? Quem liga? É só uma bombinha aqui, umas arvorezinhas derrubadas ali…
            Estas coisinhas e mais outras delas estão dizimando o lugar onde nós vivemos.

            Eu nunca tinha parado para pensar sobre o Petróleo. Olha só, vejam se não tem lógica – o Petróleo é um excelente isolante térmico e também de líquidos. Será que na Terra ele não tinha também esta tarefa? Não deixar passar água para baixo ou magma para cima? Deixo esta pergunta para experts no assunto, já que sou apenas um pensador…

            Às vezes penso besteiras…

            Queria deixar explícito aqui que foi meu irmão o Jorge Edgar, que falou sobre esta possibilidade, mas achei tão, tão interessante, que resolvi publicar…

            …

            Eu sei, os seres humanos são limitados e nem sequer podem entender ou aceitar o pensamento dos seus semelhantes, mas também acho muita burrice achar que um gigante como a Terra ia ficar quieto quando mexem nas suas feridas.

            …

            Acredito na idéia que o equilíbrio é um momento ínfimo, entre dois estados de desequilíbrio. Também tenho fé que muitos de nós, homens, tenhamos como meta ir do desequilíbrio para o equilíbrio…

            A grande questão é que na ânsia pelo dinheiro e pela supremacia diante de outros de nossa espécie, estamos machucando quem é o único ente capaz de garantir nossa sobrevivência. E este ser também luta pelo seu equilíbrio… (e não precisa de nós)

                       

De ré na contramão, porque sei que a Terra não precisa de nós!