Breve

O ruído intermitente brada

Acabou o brevíssimo momento

Quando começou já falava

Do termo e do desalento

O ruído intermitente brada

Acabou o brevíssimo momento

Quando começou já falava

Do termo e do desalento

Rápido como uma pestanejada

Instantâneo.

 

Fim sem meio, sem gosto

É assim não muda

Efêmero. O tempo de cobrir o rosto

Sentado. Cansado. Clamo ajuda

Sinto pesar. Na cabeceira um enrosco

Lamento.

 

Mas não. Hoje eu ficaria

Decidi não atender ao chamado

Decidi não acabou. Por dentro ria

Vitorioso & resolvido

Decidi mereço. Não me renderia

Minutos.

 

Dez momentos enfrentei

No ar refiz as agruras da batalha

Percebi era fraco, murmurei

A obrigação de andar no fio da navalha

Sentado, e ao espelho me aprumei

As ruas.

 

A sair sonhando com o entrar

Fraco vendido desiste cativo

Olhos embotados. O breve recostar

Boca amarga. Deixar o objetivo

Triste vou, mas, fico no altar

Multidão.