A ingratidão de Lula

Conforme Lula mesmo fala com todas as pompas em uma propaganda, quando estava preso no DOPS à época da ditadura e o “bondoso xerife” Romeu Tuma era chefe do serviço secreto desse setor, o chamava para ler o jornal do dia mas não era para Lula comentar com ninguém,

 

 

Conforme Lula mesmo fala com todas as pompas em uma propaganda, quando estava preso no DOPS à época da ditadura e o “bondoso xerife” Romeu Tuma era chefe do serviço secreto desse setor, o chamava para ler o jornal do dia mas não era para Lula comentar com ninguém, isso para não colocar o senhor Tuma em maus lençóis. Outra coisa: quando a mãe do Lula faleceu, o generoso Tuma, escondido das autoridades liberou-o para ir ao enterro, pondo de novo o seu pescoço (do senhor Tuma) a prêmio; entre outros casos que Lula foi beneficiado pelo bondoso e honesto Tuma. Agora esse senhor de bom coração faleceu, muito cedo, mas fazer o quê?! Deus quer as pessoas boas junto dEle. O senhor Lula sequer foi ao velório, muito menos ao enterro deste grande homem; enviou um representante. Pois bem. O ex-presidente Néstor Kirchner faleceu a adivinha quem foi daqui do Brasil até a Argentina prestar solidariedade à presidente Cristina Kirchner? Nada menos que o nosso “amado” presidente. Isso é um absurdo. Quem o ajudou quando estava preso teve menos valor que um ex-presidente que nada fez ao Lula. O senhor Lula tem muito que aprender.

“Grandes homens inteligentes no poder fazem o bem sem querer nada em troca; homens medíocres no poder se esquecem das grandes obras dos homens sábios.” Ajosan