Essa é Velha…

Dizem que o Edson Celulari morreu. Chegando ao paraíso, identificou-se na porta, e Pedro, o Grande, pediu que ele aguardasse uns minutos.

 

São Paulo, 25 de outubro de 2005.

 

ESSA É VELHA…

 

Dizem que o Edson Celulari morreu. Chegando ao paraíso, identificou-se na porta, e Pedro, o Grande, pediu que ele aguardasse uns minutos. Surge do limbo uma carroça velha, puxada por um burro fedido, guiada por uma espécie de anjo caído, desdentado e feio. No interior, uma mistura de barro, fezes e feno. O galã foi jogado na carroça, juntamente com uma mulher desdentada, pelos nas axilas, cheiro insuportável, esfregando-se freneticamente, gritando "Meu Amor, vem fazer amor"… Do alto, um estrondo, e uma voz de trovão dizia: "Edson Celulari, isto é pelo mal que causaste às mulheres na Terra…". E a carroça se perdeu na imensidão das nuvens.

Dizem que Rodrigo Santoro faleceu. Na porta do Éden, identifica-se, e o Grande Pedro pede alguns minutos. Surge do limbo uma carroça velha, puxada por um jumento em estado de ereção, guiada por um demônio emprestado da concorrência. O astro foi jogado na carroça. O jegue pulou atrás, o demônio assumiu o comando do veículo, e gritos e urros foram ouvidos por todo o jardim celestial. Do alto, um estrondo, e uma voz de trovão dizia: "Rodrigo Santoro, isto é pelo mal que causaste às mulheres na Terra…". E a carroça perdeu-se na imensidão das nuvens.

Dizem que João Kleber morreu dormindo, como um passarinho… Chegando à porta do paraíso, identifica-se junto ao guardião Pedro, a Pedra, que pede que o apresentador aguarde alguns minutos. Do limbo surgem duas anjinhas realmente celestiais, lindas e estonteantes. Pedem que as acompanhe, e vão-se de mãos dadas em direção a uma suite presidencial, hidro massagem, teto móvel, música ambiente, ar condicionado, frigobar repleto de todos os aperitivos e afrodisíacos desejáveis. As anjas retiram-se, e uma porta se abre, surgindo nada mais nada menos que Sheila Carvalho, de roupão transparente, mais divina do que se possa imaginar… Do alto, um estrondo forte, e uma voz de trovão que dizia, contendo o riso: " Sheila Carvalho, isso é pelo mal que causaste aos homens na Terra… Hahahaha…".

 

Marcos Claudino, em explícito acesso de falta de criatividade, em busca da cerveja gelada perdida…