Mais “É Natal”

Dezembro, férias, festas, Natal, Ano Novo…

Algumas vezes fico imaginando que esse período seja uma das melhores armas do sistema monstruoso que consome a humanidade dos indivíduos.

Dezembro, férias, festas, Natal, Ano Novo…

Algumas vezes fico imaginando que esse período seja uma das melhores armas do sistema monstruoso que consome a humanidade dos indivíduos.

Espreme-se, explora-se, achincalha-se, suga-se até o limite. Quando estiver praticamente explodindo, libera-se a pressão, para que não morra. Com isso, estará garantido mais um ano de subserviência e segura a sociedade ordeira.

Melhor ainda: solta-se mais uns trocados na mão do povão, que poderá gastar mais e endividar-se mais. Isso, com certeza, fará com que a próxima safra de almas esteja garantida, pois ninguém poderá discutir os termos estando em desvantagem.

Ainda melhor ainda: A choldra estará satisfeita com seus protetores.