Simplicíssimo

Lamento de um poeta

Eu queria encontrar alguém,
Alguma mulher
Disposta a receber todo o amor que eu tenho pra dar,
Todo o amor contido dentro de mim
Eu queria encontrar alguém,
Alguma mulher
Disposta a receber todo o amor que eu tenho pra dar,
Todo o amor contido dentro de mim
Que não se conforma à clausura da solidão
Que quer sair e não consegue
Não tem para onde ir.
Alguém que me desse motivos par escrever lindas, doces, felizes e suaves poesias.
Mas como não tenho ninguém..
Ou melhor, tenho somente a mim(que não sou ninguém),
Como não posso expor a ninguém todo esse sentimento
Guardado dentro do meu corpo,
Me reservo à melancolia.
Me resta apenas estas frases gélidas, sombrias e amargas
Como a solidão na qual me encontro.

Fabricio Pessoa

Comente!

Deixe uma resposta