Simplicíssimo

Soneto Anti Pop-Up

Mas que grande confusão
Que se formou em minha tela
Abriu-se uma janela
Atrapalhando minha visão

Sem aviso ou previsão
Fez a propaganda dela
De forma pouco singela
Falando duma promoção

Senhor publicitário
Não consumo teus produtos
Teu slogan eu não leio

Anuncie em outro horário
Utilizando outros recursos
Pois pop-up eu bloqueio

Rafael Tourinho Raymundo

Comente!

Deixe uma resposta