Simplicíssimo

A óstia de Avarenga em Delgado

http://estertores.brasilflog.com.br/1151539268.jpg

Avarenga era a perfeita convicção do erro.
Esmeraldo em carvão e água, gostava de ser inóspito no seu pasto de ministro,
Enumerava cada conseqüência dos seus erros.Com eloqüência costumava se alto coagular suspeito.
Tinha no peito a tatuagem de tal mermo antagônico.Quando jovem era fascinado por letras de forma,que vivia pelas ruas e ruelas em busca de cascas de uma letra que ele iria inventar; até o vento o converteria a demente se o pudesse:
Como bom caçador foi ao nada e se dizendo de um bom retalhamento,que fora feito de suas víceras mãe.
O operador segundo ele foi um tal ego egocêntrico que se deliciava com o ralo sangue requentado da mãe ,que latejava na língua ,como a óstia dada ao pai.
Minha versão é outra,quem comeu as víceras de Avarenga era algo meticuloso,que não sabe ser tétrico pois,o desvaleceu de um momento de sono de modo que quando Avaro levantou,nem sentiu-se uma evolução ,só tomou-se por seus afazeres da manhãe fora ao trabalho.Desgastado de seu mandato, resolvel consultar a família que mal via;a despeito de férias nas Malvinas.A esposa desposada por suas mechas implantadas mal disse um sim.
Severamente as crianças aplaudiram como se o pai fosse crucificá-las,de modo que elas jamais iriam desgrudar de seus pés.
O herói todo acabrunhado não se deixava,em seu orgulho e prepotência,tanto que se perdeu de raiva dos filhos; pedindo um currículo digno de um Avarenga Junior . Prevalecendo a mergulhar no nada, olhou a sua volta e não viu nada,a não ser o rosto embaçado da esposa que fingia corespondê-lo.
Resolveu então tomar uma importante decisão , mergulharia no seco de suas ribeiras; em queda aguada,sentiu que perdera algo. Chegamos finalmente ao ponto.
A nós espectadores basta somente insinuá-lo quanto a verdade.
__ Matar-se-ia por teus êxitos
__ Talvez você sabe o que diz…querido.
__ Vou engolir minha massa cefálica.
__ Você estava mesmo precisando de um tempo no trabalho,para relaxar e brincar com as crianças .
__ Obrigada querida.
Foi-se Avaro,trucidar a elegia que o continha,recebeu como instrumentos próprios,uma navalha fina de dois gumes;abasteceu-se da coragem que o tiraram,de modo a nem sentir a aguada mão que se introduzia ao crânio.
Arcaico em dispor de bens próprios começou a sucitar um ermo de estertores.E em flores do campo enterrou sua madame perfeita, no deduso da criação de seus filos,Luisa e Pedro, acanhados com o mermo do pai.
__ Patife feriu meu osso perfeito.
Calcanhares voaram na testa de ambos bucados.
Em bruscas palavras de derrota, Avarenga sucumbiu sua realidade, e desceu o Abismo da Cortesia Humana.

PANDORA AEDO

Últimos posts

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!