Como identificar um adolescente idiota

Assim como tem adulto idiota, também tem adolescente inteligente. O que
define se uma pessoa é inteligente ou idiota não é a sua idade, nem a sua
escolaridade, mas unicamente as suas atitudes. Por isso é tão fácil
identificar um idiota – seja ele adulto ou adolescente.

Assim como tem adulto idiota, também tem adolescente inteligente. O que

define se uma pessoa é inteligente ou idiota não é a sua idade, nem a sua

escolaridade, mas unicamente as suas atitudes. Por isso é tão fácil

identificar um idiota – seja ele adulto ou adolescente. O problema é que

muitos adolescentes não se tocam que são idiotas, além de muitos acharem

isso uma grande coisa. Coisa de idiota!

Todo adolescente-idiota:

– Se acha o tal.

– Fuma pra fazer pose de idiota.

– Acha que quanto mais bebe melhor fica.

– Usa drogas pra mostrar, pro idiota que lhe ofereceu, que ele também é

idiota.

– Anda sempre em bando.

– Quando está com outros idiotas, quer mostrar que é mais idiota que os

outros.

– Dirige em alta velocidade, só pra se mostrar.

– Tá sempre querendo aparecer.

– Acha que tem que provar que não tem medo de nada.

– Pra deixar sua marca de idiota, ele suja a cidade e a natureza com

pichações.

– Acha bonito destruir os bens do patrimônio público e da sociedade.

– Adora sacanear, tirar sarro e botar defeito nos outros.

– Tá sempre querendo mostrar que é melhor que os outros.

– Compra roupas caras "de marca" só pra mostrar que tem mais dinheiro que os

outros.

– Copia tudo que é moda idiota que aparece.

– Só toma Coca-Cola, só vai no McDonald’s e adora a bandeira americana.

– Tem um celular só pra ficar de papo com outros idiotas.

– Adora novidades inúteis.

– Dá uma de malandro pra tirar vantagem.

– Justamente por não ter inteligência, apela sempre para a violência.

– Por ser medroso e covarde está sempre querendo bater nos mais fracos e

indefesos – principalmente quando está com a sua turminha de idiotas.

– É contra tudo e contra todos, só para mostrar que é rebelde.

– Acha que sabe tudo – não pergunta nem ouve ninguém.

– Só diz besteira.

– Gosta de músicas com letras idiotas.

– Ouve música no último volume para mostrar seu "maravilhoso" gosto musical.

– Idolatra músicos e artistas idiotas.

– Está sempre apaixonado(a) por algum idiota.

– Acha grande coisa sair beijando todo mundo.

– Faz sexo com o(a) primeiro(a) que aparece.

– Nunca mede as conseqüências de seus atos.

– Trata os outros com desprezo, através de apelidos e grosserias do tipo:

babaca, otário, mané, etc.

– Só respeita quem é mais idiota do que ele.

 

Só há um jeito para se deixar de ser idiota: é perceber que é idiota.

É muito melhor perceber que é idiota do que deixar que os outros percebam.

O pior idiota é o que se acha esperto.

Mas existe algo pior do que ser um adolescente-idiota: é ser um idiota

adulto.

 

 

INTELIGENTES, MEDÍOCRES E IDIOTAS

 

O que define se uma pessoa é inteligente, medíocre ou idiota não é a sua

escolaridade ou o seu status social, e muito menos as suas posses, mas

unicamente as suas atitudes.

 

Podemos considerar como:

– Atitudes inteligentes: buscar conhecimento para melhorar sua vida e seu

mundo; usar o senso crítico; refletir; pensar; ponderar; fazer a coisa

certa… Exemplos: ler e conhecer novas idéias; colocar em prática o

conhecimento adquirido; aproveitar a vida…

– Atitudes medíocres: se acomodar; não fazer nada para melhorar nada; só

enxergar o eu, o aqui e o agora; não dar importância para o que realmente

tem importância; não dar valor ao que realmente tem valor e valorizar demais

o que é secundário; seguir a maioria ou o caminho mais fácil… Exemplos:

esperar pelos políticos; seguir ideologias alienantes ou crenças absurdas;

desperdiçar oportunidades; considerar o dinheiro mais importante que as

pessoas; considerar o status e a aparência mais importante que as idéias e

atitudes; não participar da evolução da sociedade…

– Atitudes idiotas: fazer coisas, por impulso ou levado pela emoção, sem

medir as conseqüências dos seus atos; fazer coisas que poderão prejudicar

outras pessoas ou a si próprio; desprezar boas idéias, por puro

preconceito… Exemplos: usar drogas; não respeitar as pessoas nem o meio

ambiente; colocar a vida em risco; não querer conhecer nada que seja

diferente da sua convicção…

 

Não tenho dúvida que a situação em que o mundo se encontra hoje poderia ser

infinitamente melhor se pelo menos uns 10% das pessoas tivessem atitudes

inteligentes.

 

O melhor de tudo isso é que as pessoas sempre poderão mudar a sua condição

de vida apenas mudando a sua atitude – e isso depende de cada um.

 

Uma vez que a pessoa saiba destas características, e do poder que tem sobre

si mesma, poderá escolher em que categoria gostaria de ser reconhecidas

pelos outros: inteligente, medíocre ou idiota. ¿E você, já escolheu a sua?