A Volta de Ibbas Filho e o Zweitão

Coisa boa voltar depois de ir e ir antes de voltar. Na verdade a idéia era não ter ido e com isso não precisaria voltar. Também não tinha certo quando voltaria, assim como não sei agora quando irei de novo. E a culpa foi do Corinthians, que conseguiu desbancar o PT do ranking daqueles que mais inimigos conseguem cultivar e me deixar indignado, até mesmo por eu ser colorado de carteirinha.

Coisa boa voltar depois de ir e ir antes de voltar. Na verdade a idéia era não ter ido e com isso não precisaria voltar. Também não tinha certo quando voltaria, assim como não sei agora quando irei de novo. E a culpa foi do Corinthians, que conseguiu desbancar o PT do ranking daqueles que mais inimigos conseguem cultivar e me deixar indignado, até mesmo por eu ser colorado de carteirinha.

E embora a ópera ainda não tenha acabado (sempre tem mais alguém querendo receber e outro com dinheiro sobrando para pagar) e pipocam teorias da conspiração suficientemente bem embasadas, resolvi encarar tudo com bom humor, até mesmo porque o nariz de palhaço acabou me servindo direitinho, como bem testemunhou o jornal local no protesto ao implacável Darth Zweiter, um juiz que provou ser perito em não respeitar a lei e passar por cima do direito dos outros…

Em época de desarmamento …
– Hey você matou o Márcio Rezende!
– Poxa é mesmo! É que deste ângulo eu tive a convicção de que o revólver estava
sem balas, mas pensando bem estava carregado … aceita desculpas?
– Não, só trabalho com credicard.

***

E não é que vestibulando este ano pode usar a tática Márcio Rezende?
Funciona assim: marca errado na hora com convicção e pede desculpas depois de olhar o gabarito!!!

***

E dizem que no próximo jogo do Inter um asilo estará distribuido bandeirinhas do colorado com a seguinte propaganda:
“Asilo Tinganô – aqui, caiu na área é pênalti!”

Well, well, semana que vem eu volto. Mas se não voltar, mandem alguém à minha procura por favor. Não duvidem que o imperador tenha se aborrecido com os protestos, enriquecido com algum dinheiro misterioso e ofendido-se com a verdade. Tudo é possível no país em que do juiz de futebol ao presidente da república a lei só é dura no rabo dos outros …