Crianças da periferia

Brincam de bola na lama ou de bonecas quebradas.
Aparência suja, desleixada.
Crianças, onde estão seus pais? Trabalhando para colocar um pouco de comida em casa.

Brincam de bola na lama ou de bonecas quebradas.

Aparência suja, desleixada.

Crianças, onde estão seus pais? Trabalhando para colocar um pouco de comida em casa.

Algumas estudam, outras trabalham, outras se drogam, para suprir a necessidade de algo que lhes falta. Almas desnutridas.

Crianças da periferia, que encontramos distribuídas pelas cidades, mendigando atenção, sentindo fome e solidão, e nós tentamos crer que elas são o futuro da nação.

E o futuro, o que reserva para elas? Acho que elas esperam respostas e soluções.

Cada qual com sua história, cada uma com seu destino e desejos que muitas vezes acabam se tornando apenas sonho.
 

Crianças, apenas crianças… se pudéssemos mudar seus destinos…

…SEUS DESTINOS…