O CONTO DO GALO!

Existe em Pernambuco um Bloco de Máscaras chamado ‘O Galo da Madrugada’.
O Galo foi criado para abrigar em suas fileiras personalidades do mundo político
e demais pessoas influentes da sociedade pernambucana.

O CONTO DO GALO!
Por Luiz Maia
Existe em Pernambuco um Bloco de Máscaras chamado ‘O Galo da Madrugada’. O Galo foi criado para abrigar em suas fileiras personalidades do mundo político e demais pessoas influentes da sociedade pernambucana. Por essa razão todas as pessoas desfilavam com suas máscaras, encobrindo a sua verdadeira face. Mas hoje é diferente e vale tudo. Essa agremiação nasceu pequena e logo se tornou o maior Bloco de Carnaval do mundo, em número de pessoas reunidas.
Porém eu faço sérias ressalvas ao Galo da Madrugada pelo fato dele abrigar milhares de foliões num único dia, conseguindo apenas um ajuntamento de pessoas que ficam perdidas sem poder sequer se mexer. Isso é algo absurdo e fora de propósito. Se o objetivo do Galo é ser o maior bloco carnavalesco do mundo, reunindo em seu desfile cerca de um milhão de pessoas, mesmo que elas não possam dançar nem frevar, então parabéns! Mas se for o de ser o melhor e mais animado dos blocos de frevo do Recife, então aqui vão os meus pêsames porque ele não passa de um bloco sem início, meio e fim. O que existe mesmo é uma porção de bobos espremidos no chão, e a burguesia no alto de seus camarotes a cantar e a dançar, sem ser inportunada pelo mau cheiro de suor, de cachaça e de drogas exalado da plebe que nada entende de separatismos. O Galo da Magrugada é uma piada neste aspecto. Algo que precisa ser desmistificado para o resto do País.
Recife, 29 de setembro de 2005