Portal do consumismo

Certa vez soube que em São Paulo existem gerações de adolescentes que nunca
viram uma galinha viva ou mesmo pisaram o chão sem estarem calçados com seus tênis. A relação desses adolescentes com a natureza é precária e artificial. Que maravilhoso era o tempo dos quintais da nossa infância querida…………

Os homens estão cada vez mais se distanciando da natureza e esquecendo de explorar o seu lado lúdico. A brincadeira é fundamental para a felicidade e a saúde, tanto física, psíquica ou mental. Hoje os Shopping Centers não são apenas o portal do consumismo, como também local de diversão e lazer da garotada. Dia desses deparei-me com crianças brincando numa área de um Shopping. Crianças cujos pais saem para trabalhar deixando-as por lá por um bom tempo. Confesso que não gostei e logo passei a lembrar da minha infância, onde os quintais eram amplos e arborizados. Havia mangueiras, cajueiros, jambeiros, abacateiros, e outras fruteiras mais. Além de cachorros, passarinhos e muitas galinhas para nossa alegria. O meu pai tinha alguns passáros criados em gaiolas, até que um dia ele achou por bem libertar a todos por entender que a alegria deles não podia florescer, estando prisioneiros daquele jeito, emitindo seu canto triste.

Certa vez soube que em São Paulo existem gerações de adolescentes que nunca viram uma galinha viva ou mesmo pisaram o chão sem estarem calçados com seus tênis. A relação desses adolescentes com a natureza é precária e artificial. Que maravilhoso era o tempo dos quintais da nossa infância querida. Tudo cheirava a pureza. O ser humano não pode prescindir das florestas, dos rios e dos mares. Não pode ignorar o bem que vem do ar puro, da brisa fresca. Seria motivo de alegria poder constatar o ressurgimento da interação de jovens com a natureza, onde as brincadeiras assumissem um caráter de total simplicidade. É por essas e outras que sou apegado às lembranças da minha infância.

Recife, 25 de agosto de 2005