Simplicíssimo

O Crepúsculo dos Deuses

            Os imortais tombaram. Não temos mais santos, nem heróis. Quedamos sem bravos ou castos, reduzidos a inconstantes criaturas, oscilantes entre o desconsolo e a ira. Não temos razão de mais nada. Tudo é degradação. Tudo escarnece de si mesmo.

Reduzido a simplória e plana geometria, sem mágica avança o quadrado, rumo a sua própria desgraça. Um por um vão cedendo seus vértices, pescoço a pescoço à fria guilhotina. A multidão felaína escarra, apupa, geme, berra, bebe, espanca… atira mijo! Parecem cem mil algozes!  Excitam-nos juízos ferozes de velhos sagazes (e suas lordoses).

Atrocidade! Teu nome consome o meu peito em chamas! Fosse eu um pato, teríamos pato assado! A marca sangrenta da tirania nos tombou a todos. Nas sombras lançados, nelas esquecidos, muito antes do pó derradeiro. O fogo consome tudo.

A lassidão de nossos ideais foi nossa própria condenação. Não há paz, não há redenção. Nem mesmo o Brique da Redenção foi poupado. Onde agora tomar um chimas? Não há mais chimas, apenas chamas! Chamas azuis, amarelas, vermelhas, intensas, contumazes, queimando os nossos cartazes de viva-brasil. Brasil, braseiro, celeiro, terreiro, tuas cores se prostituem, teus carinhos são por dinheiro.

E viva a imensidão do mercado financeiro! Viva a bolsa de muitos valores! Ah, mas de quantos prodígios estes dois ícones são os celebrados artífices. Quanta bela, doce e sensual cupidez, quantos cifrões, quantas notas!

Quantas notas? (…) Maestro Zezinho, qual é a música? Ah, não, “Pra frente, Brasil” de novo? Sempre me saem com essa! Bom mesmo eram as porno-chanchadas, verdadeiro marco nacional. Mas não passa em qualquer horário. Ademais, chanchar bem não é coisa pra qualquer quadrado. É preciso ser cuiudo. 

“Olha o mijo!”, grita-me o cidadão, visivelmente enfadado de mim (e de si mesmo). Voa o saquinho, eu rápido me esquivo, lembrando das sábias palavras do Leão da Montanha: “saída rápida pela direita!” (…)

************************************************

bip, bip, bip: conheço um lugar perfeito para um presídio. As suas belas barreiras geográficas detonam os sinais de qualquer operadora.

Alemanha 0X2 Itália: eu já sabia!!!! Dá-lhe azurra!!!!!!


 

Luiz Eduardo Ulrich

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!

Últimos Posts