Simplicíssimo

Divina Confirmação

Ciência comprova a existência da vida após a morte

Confirmada a boa nova, pela grande mídia e por renomadas revistas científicas, e após eufóricas comemorações observadas mundo afora, mudanças radicais já se observam no comportamento de variados grupos.

Suicidas não sabem o que fazer para alcançarem o tão almejado “nada”, já que o “nada” inexiste (sim, admito que dá um nó na cabeça a ideia do nada não existir). A associação de classe dos suicidas contumazes e dos noviços no assunto já planeja uma assembleia extraordinária para deliberar sobre o assunto.

Harleiros sofrem surto de tendinite no pulso direito, de tanto acelerar até o talo suas máquinas de ronco inconfundível. Desafiar mortalmente a força centrífuga em curvas fechadas tornou-se corriqueiro – o máximo que pode acontecer é o maluco bater as botas de couro, o que não trará maiores consequências: eles continuarão se reunindo e pegando a estrada, terrena ou celeste.

Orgias monumentais são realizadas a céu aberto por todas as partes do planeta, cotidianamente e sem proteção contra doenças venéreas. Participantes fazem “bolão” com palpites sobre quem irá subir aos céus (ou ao inferno) primeiro, com direito a festa de passa-fora para o morto da vez.

Os argumentos de viver cada dia como se fosse o último, de que a vida é uma só e tantos outros do gênero já caíram por terra, observando-se em seu lugar uma inconsequência de atitudes e um sentimento de autossuficiência sem precedentes.

Os mercados de seguros de vida e de planos de saúde já experimentam amargas perdas em sua performance, por motivos óbvios. Estão tendo que se reinventar, mas não encontraram até o momento uma solução redentora.

Academias de ginástica fecham suas portas na mesma velocidade com que churrascarias de picanha abrem filiais.

As diferentes religiões do mundo, no entanto, parecem pouco abaladas com a novidade. Seus líderes espirituais sustentam a tese de que, embora a eternidade independa da fé e da crença – pois existe mesmo, quer se acredite ou não -, é o bom comportamento aqui embaixo que determinará um excelente ou um mau lugar lá em cima.

Esta é uma obra de ficção.

© Direitos Reservados

Marcelo Sguassabia

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!

Últimos Posts