Simplicíssimo

Explicações Impossíveis

Extenso e estender

Tanto o advetivo quanto o verbo apontam para a mesma raiz de significado – prolongar, esticar, expandir, alongar. Por que, então, um com é com “x” e o outro com “s”? Pois é. Vai estender… a explicação, se houver, provavelmente será bem extensa.

Inimigo e inimizade

Os dois termos são inimigos da lógica, não faz nenhum sentido estas palavras serem grafadas assim. O coerente seria “inamigo” e “inamizade”. Eu poderia elencar um rol imenso de palavras para provar que, nestes casos, a língua cochilou mesmo! Olha só: amistoso/inamistoso, discreto/indiscreto, possível/impossível, moral/imoral, legal/ilegal, dispensável/indispensável, apto/inapto, lógico/ilógico. Os prefixos de negação “i”, “in” e “im” conferem o sentido oposto à palavra, mas sempre se mantém a primeira letra dela. Alguém se habilita a explicar a razão destas duas exceções? Perdi uma tarde inteira pesquisando para ver se achava outras ocorrências semelhantes na língua, mas só joguei tempo fora. São apenas estas duas mesmo, aparentemente. Ficam desde já os meus amigos e inimigos convocados a me mostrarem o porquê.

Goiaba e abacate

Uma goiaba tem centenas de sementes. Cada uma destas sementes está teoricamente apta a produzir, por anos a fio, milhares de goiabas, por sua vez geradoras potenciais de centenas de goiabeiras. Chega a ser impensável a progressão geométrica decorrente deste ciclo.

No entanto, um pêssego dá origem a um pessegueiro, e não mais que isso. Uma manga dá origem a uma mangueira, e estamos conversados.

Qual a razão da desproporcionalidade? Poderão argumentar que um caroço de abacate dá origem a uma árvore gigante, e que se cada abacate trouxesse centenas de sementes, não haveria lugar no mundo para tanto abacateiro, caso o comedor da fruta resolvesse plantar todas elas. Só que a jaqueira também é uma árvore imensa, e dentro de cada jaca há uma média de 500 sementes, aquelas coisas de tamanho, formato e textura de testículos. Sendo que cada jaqueira produz jacas por aproximadamente 100 anos. E aí, como é que fica? Como se explica esta injustificável discrepância da mãe natureza? Ou do Pai Criador?

Esta é uma obra de ficção.

© Direitos Reservados

Marcelo Sguassabia

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!