Simplicíssimo

Edição 335 (10/07/2009) – O menor que engole o maior

A surpreendente Gripe Suína ou Influenza A (uma variante do vírus H1N1) vem assustando a todos nós. De acordo com os recentes dados da OMS, até 08/07/09 tivemos 94.512 casos confirmados em 122 países, sendo que 429 foram ao óbito (taxa de letalidade mundial de 0,45%). Vejam mais detalhes no gráfico abaixo:

Casos da Gripe A no mundo em 08/07/09

Mas o dano das epidemias causadas por essas microscópicas partículas vivas não é de agora, como conta o texto "Histórico da influenza", no site do Ministério da Saúde:

  • As primeiras suspeitas de infecção pelo vírus Influenza ocorreram por volta do século V a.C. por Hipócrates, conhecido como pai da medicina, que relatou casos de uma doença respiratória que em algumas semanas matou muitas pessoas e depois desapareceu.
  • A primeira epidemia de gripe ocorreu em 1889 e 300 mil pessoas morreram, principalmente idosos, em decorrência de complicações, como pneumonia bacteriana secundária.
  • Em 1918, a epidemia conhecida como Gripe Espanhola acometeu cerca de 50% da população mundial e vitimou mais de 40 milhões de pessoas. No Brasil, cerca de 65% da população foi infectada e por volta de 35.240 pessoas morreram.
  • A gripe asiática, em 1957, se espalhou pelo mundo em seis meses e matou cerca de um milhão de pessoas.
  • A gripe de Hong Kong, em 1968, são as mais recentes e de maior repercussão epidemias relatadas, juntamente com a gripe aviária. Em 2003, um surto da gripe aviária na Ásia levou as autoridades a ordenarem o sacrifício de dezenas de milhões de aves de criação. De lá pra cá a doença atingiu 121 pessoas e matou 62 naquele continente.

Isso tudo me fez lembrar do livro Um Diário do Ano da Peste, de Daniel Defoe, que romanceia a assustadora história da peste bubônica que acometeu Londres em meados de 1665. Mas diferente daquela e ao menos nesse momento, a atual pandemia gripal merece nossa atenção e não o nosso pânico. Ainda mais que estamos em pleno inverno, onde os resfriados são muito comuns e até mesmo esperados. Mas, para evitarmos o pior, vai aqui a recomendação para que todos se interem da doença lendo a seção específica de Perguntas e Respostas sobre a Influenza A no site do Ministério da Saúde, seguindo as recomendações e cuidados.

Enquanto isso, ainda nesse mundo…

… numa situação sui generis: em meio à poderosa reunião de cúpula do G-8, Barack Obama torce o pescoço no mais comum dos instintos masculinos e não deixa passar despercebido um glamouroso bumbum feminino brasileiro. É claro que gosto não se discute, mas temos que dar razão à tal atitude ou não?

Se para ele foi um pisão na bola, certamente se fosse o Lula seria um incomparável acréscimo na sua popularidade. Seja como for, foi.

Barack Obama espia bumbum feminino

(fonte: O Globo)

Eduardo Hostyn Sabbi

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!

Últimos Posts