Simplicíssimo

Oração de Merda

Nos tempos de hoje, para ser um político de sucesso, não adianta só roubar é necessário fazer merda, dizer merda, porém prender o seu maior inimigo: o intestino.

Pseudomístico – a ciência do cotidiano 23/x

Dos fios sai a energia para os batráquios que fazem coach.

Violentos Haikais – série II / 23/x

Preso o Intestino
seria o seu destino clandestino?
que final para um corpo cretino

Oração de Merda

Flatulência 1 – Sua excremência, como podemos acalmar as bases?

Flatulência 2 – Seus seguidores votaram pensando só nas bostas que o senhor iria fazer, estamos na merda!!!!

Sua excremência – que nada, podemos dizer que não é mais possível fazer merdas. Vou ter uma conversinha com aquele que só ele pode me tirar do cargo. Me deixem agora.

Flatulência 1 – mais grosso que dedo destroncado, mais quinta série que programa humorístico…

Flatulência 2 – por isto que ele é um mito.

Flatulência 1 – sim, uma aberração da natureza… consegue cagar pela boca, o tempo todo. Parece a rainha Vitória. A diferença é que ele não precisa estar sentado no trono.

Flatulência 2 – ídolo máximo da galera sem cabeça, mata, rouba e ainda por cima faz cocô por cima.

Flatulência 1 – o problema é que ele precisou comprar alguma coisa bem no centro do País, estes sim que deveriam ser considerados os verdadeiros mitos, entram a direita e a esquerda e eles roubam a torto e direito…

Flatulência 2 – e parece que o mito precisa de mais dinheiro para a campanha, onde já se viu um mito estar na mídia que mente?

Flatulência 1 – ah ele veta, se já vetou até o próprio intestino….

Enquanto isto, nos aposentos do cagador mor da nação ouve-se uma linda oração:

Sua excremência – Prezado tocador de Lira, ops possuidor de todo o mundo, o que Ara(s), ops… tem uns caras aqui me incomodando… o que é um desviozinho de 400 milhões de dólares, será que as pessoas ainda não sabem que é culpa de quem dá PT? Agora tem estes vagabundos o Az Islarápio e o Renan Roubar Vem a Calhar que estão falando mal de mim… o que o Sr. Pode fazer por mim? Juro que incendeio mais uns terreiros para o senhor ficar bem feliz…, mas tira eles do meu pé… só a não investigação salva….

O senhor sabe muito bem, um exemplo a ser seguido, ao invés de comprar a polícia, o senhor era a polícia, eu só posso ser a milícia). Não era para eu ser a sua imagem a semelhança?

Ah, entendi, eu sou um cocô como o senhor e como eles…

Foto de capa de Denny Müller obtida no site Unsplash.

Pedro Armando Furtado Volkmann

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!

Últimos Posts