Simplicíssimo

O Brasil e o Complexo de Pelé

 

Nesta Olimpíada, quando o Brasil supera o “Complexo de Viralata”, do Nelson Rodrigues, surge o Complexo de Pelé para nos complicar.

O Complexo de Viralata é o que eu chamo de amarelada geral. O brasileiro treme na primeira jogada que dá errado. Mas nem todos. As jogadoras de vôlei, por exemplo, trabalharam duro para vencer a Rússia e conseguiram. Os jogadores do basquete masculino somaram suas melhores qualidades e enfrentaram a Argentina (atual campeã olímpica) de igual para igual. Perderam, após 3 olimpíadas sem participação.

O Complexo de Pelé é a mania que os comentaristas brasileiros têm de achar erros nos treinadores e no trabalho coletivo.

O nosso basquete teve um êxito imenso em chegar nesta Olimpíada e seu técnico implantou (finalmente!) o trabalho coletivo do basquete mundial no Brasil. O time que disputou sulamericano sem o Magnano estava irreconhecível. Com ele, o Brasil tem sempre um quinteto inteiro em quadra, marcação forte e controle do adversário. Perdeu, hoje, porque errou muitos arremessos livres. Poderia ter vencido.

Aos comentaristas que criticaram até na derrota para a Rússia e nas vitórias, chorem. O Brasil tem um treinador de verdade. Aproveita o que tem de melhor e analisa o jogo como poucos. Soma o seu potencial e diminui o do adversário o tempo todo. Apenas não entra em quadra para arremessar. Parabéns aos jogadores do Brasil que entenderam e aplicaram-se 100% nos jogos. Virão outras vitórias, com certeza.

Afinal, não adianta ter o cestinha da partida e perder. Em frente Brasil e que sirva de lição para outros esportes.

 

Mauro Rodrigues

Últimos posts

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!